Ame alguém que não desista de você

loveMesmo quando você quiser jogar tudo pro alto. Mesmo quando você achar que não dá mais. Quando parecer que você chegou ao seu limite. Ame alguém que não desista de você.
Mesmo quando o que você mais quiser no mundo é explodir e discutir. Ame alguém que te diga que vai ficar tudo bem. Que vai passar. Que vai dar certo. Porque você vai querer desistir. Você vai querer ir embora. Ame alguém que fique.

Porque ficar é mil vezes mais difícil do que desistir. E mais  verdadeiro também.

Oi, TPM

TPM.jpg

Oi, TPM. Você que me faz perder a paciência com tudo e todos, inclusive comigo. Oi, TPM. Você que faz com que meus olhos encham de lágrimas com aquela rádio melodramática que toca no supermercado em frente à minha rua. Oi TPM. Você que um segundo depois faz com que eu me irrite sei lá porquê a ponto de eu achar que eu vou explodir de tanta raiva. Oi, TPM. Você que me faz querer ficar deitada no sofá vendo Netflix e comendo brigadeiro o dia todo. Mas quem disse que você me dá forças pra ir fazer o tal do brigadeiro? Oi, TPM. Você que bate na minha porta todo mês e me faz parecer um pouco bipolar, um pouco depressiva, um pouco fora da casinha.

Oi, TPM. Nos vemos mês que vem?

Ela é…

Ela é

Ela é força, independência e algumas palavras doces. Ela é falar a verdade, doa a quem doer. Ela é socorro nas madrugadas. Ela é à flor da pele. Ela é certeza, 10000% de certeza. Ela é do jeito dela e aí de quem tentar mudar… E se você cair nas graças dela? Aí é amor pra uma vida inteira. É colo pra chorar. É esporro quando merecer (e quando não merecer também). Ela é tão ela… Ela é tão dela… Que só me resta querer ser dela também! E amar ela ❤

Inspira, Respira, Não pira!

Inspira Respira Nao Pira.jpg

 

Sou do tipo de pessoa que quero fazer tudo ao mesmo tempo. Escrevo aqui enquanto cozinho durante uma reunião via call e ao mesmo tempo jogo a bolinha pro meu cachorro brincar. Equilibro os pratos e não suporto ver eles cair. E não basta mantê-los equilibrados: quero que eles girem perfeitamente bem.

Sou virginiana, perfeccionista e extramamente organizada. E planejada. E sou de uma geração que não sabe ser especialista em uma coisa só. Queremos ser polivalentes, ter mil e uma funções, desenvolver mil e um lados. O que não é ruim. Só é perigoso.

Sempre fui muito crítica e principalmente muito analítica. O que significa que tudo é muito pensado, planejado, não sou de impulsos. E ontem? Surtei, joguei meu celular no chão e a tela quebrou em mil pedaços.

Não me considero uma pessoa explosiva. Sou zero impulsiva. Sou estressada, mas sou extremamente racional. E por quê essa essa explosão? Porque estava equilibrando tantos pratos há tanto tempo que não aguentei. É humanamente impossível realizar tantas tarefas. À longo prazo, vai dar m*.

Na vida, pra dar certo, precisamos ter prioridades. Até porquê, ao longo da vida, vamos acumulando responsabilidades. De um ano pra cá, acumulei diversas: cuidar da casa, cuidar do cachorro, cuidar do casamento, pagar algumas contas (antes vivia com meus pais e apesar de me bancar há alguns anos, não precisava pagar contas – e isso muda tudo).

E prioridade é bem como o nome diz: são poucas. E não se engane: ter um tempo pra você não é luxo, é prioridade. Porque se você não tiver um tempo pra você, você não vai ser efetiva em nenhuma das outras coisas. É sua sanidade mental.

Ter um tempo pra você é prioridade. Ter um tempo pras pessoas que você gosta (família, amigos) é prioridade. E o resto? Vai de cada um: trabalho, estudo, projetos pessoais. E na nossa geração de mil e um projetos, não se engane: só um projeto é prioridade. O resto é realmente em segundo plano. Ou nenhum dos dois sairá do papel.

E vamos continuar equilibrando pratos. Só não precisam ser TANTOS pratos. E vamos continuar surtando de vez em quando. E é até bom (só de vez em quando) pra gente refletir e reavaliar nossas prioridades. E vamos continuar naquele velho mantra: inspira, respira, não pira!

Café na cama

Já falei que amo café, né? Apesar de durante a semana ele ser mais corrido, nos fins de semana é quase um ritual: pão, ovos mexidos, café, suco e aquela mesa bonita posta na varanda.

Mas de vez em quando bate aquela vontade de fazer algo especial. E aqui vai minha dica: café na cama! Acho que peguei isso dos meus pais. Dia das mães, dia dos pais, aniversários… Era sempre café na cama! E aí acho que no meu inconsciente virou uma coisa especial. E é especial! Porque a pessoa que recebe já começa o dia bem, com mimos, com cuidados especiais. Mesmo que essa pessoa seja você mesma! De você pra você, por que não? Ou de você pros seus pais, pro seu amor… 

Olha que delícia, e ainda é mais uma desculpa pra ficar de preguiça na cama!

Em cada canto um encanto

Sai da minha cidade natal, Porto Alegre, com 9 anos. Não me lembro muito de como era a vida lá. Mas me lembro que sempre andei por aí observando tudo. Tenho olhos de turista. Em Miami não é diferente…

As pessoas andam rápido, com o celular na mão, alheios ao que acontece à volta. Também ando rápido. Também tenho o celular sempre à mão. Mas presto atenção em tudo. Pelas ruas, sempre me surpreendo.

Em cada esquina, um encanto. Ando por aí procurando flores, cores, amores. Lugares que chamem atenção logo de cara. Lugares que passariam despercebido, mas tem detalhes que fazem suspirar. Sem procurar o feio, apenas o bonito. Desse jeito, minha vida ganha mais inspirações…