Ela é de virgem

Virgem

A famigerada perfeccionista. Expansiva e sempre simpática, mas não se engane: só com quem ela quiser ser. Afinal, ela é realista, dessas que dispensa jogos e artimanhas, do tipo honesta demais; a ponto de lhe trazer incômodos e desafetos que talvez a boa convivência lhe pedisse que ao menos tentasse evitar.

Com ela não existem meios termos, a vida é composta de oitos e oitentas. E se quiser ficar com ela, tenha pique extra: sua hiperatividade vai te afogar ou afastar de vez. Ela é dessas que só se prende se quiser, que sabe que esse lance de par perfeito é só uma teoria romantizada e errônea de algo chamado amor, que na prática, é só uma questão de querer se adaptar.

Se for morno, ela foge rápido. Então faça-a querer ficar. E não espere grandes declarações nem promessas de amores infinitos, ela será dura com você como é dura com ela mesma: eterna exigência de melhora que pode fazer com que você queira superar constantemente ou com que você se canse rápido e vá embora.

Não tente fazê-la escolher entre razão e coração, já que ela é extremamente prática e lógica. Cuide dos detalhes, eles contam mais que grandes ações.

Doses diárias de afeto te surpreenderão enquanto ela estiver feliz ao seu lado. Não permita que ela se afaste: porque se ela decidir ir embora, dificilmente voltará.

Ficar com ela será um desafio diário. Afinal, enfrentar um gênio tao forte não é pra qualquer um.

Mas olha, menino, ela é de virgem! Faz tudo e não mede esforços por quem ama, é sempre sincera (mesmo que no início doa um pouco) e quer sempre ser melhor. Ela é analítica, organizada, detalhista.

Ela é um pouco rude, levemente bruta e um pouco cabeça-dura quando se trata de amor. Mas vem cá, menino: quem nunca gostou de um bom desafio, não é mesmo?

Ame ou deixe-a, pois ela é de virgem.

Amanda Armelin, via Entre Todas As Coisas

Já falei aqui que a culpa é to-di-nha do horóscopo?

Anúncios

No meio do caminho tinha uma ilha

Viver em Miami é assim: você pega um engarrafamento porque a ponte abriu pra uma lancha passar. Você sai de casa e tá sol, depois cai uma tempestade, e no final do dia o pôr-do-sol é incrível. Você pega o kayak, sai pra passear…. E dá de cara com uma ilha!

Foi assim que descobri a Sandspur Island. Eu moro no norte de Miami e sou vizinha de uma marina de barcos. Atrás da minha rua tem um canal (Biscayne Bay) e passar por ali sempre me rende surpresas agradáveis. Peguei meu kayak e saí. Após alguns minutos remando, parei numa praia que estava meio cheia. Ela não me pareceu estranha e logo logo identifiquei como o Oleta River, um parque estadual onde costumo fazer churrascos nos fins de semana. Mas como ali também se chega de carro, não fazia sentido pra mim ter o trabalho todo do kayak pra ficar ali. Então continuei remando, e parei em uma outra praia, numa ilha, onde estavam mais algumas poucas famílias, lanchas, kayaks, paddle boards e alguns cachorros (eu inclusiv estava com o meu). E foi uma das mais gratas surpresas ali da minha área.

Island 02

Sandspur Island é uma ilha pequena de clima bem agradável. A faixa de areia não é muito extensa, e os moradores oficiais da ilha são os simpáticos e famintos racoons.

Racoons.jpg

A ilha têm uma mata extensa e fechada onde pessoas se aventuram o tempo todo indo e vindo. Pelo que percebi, alguns aventureiros passam a noite ali. Achei restos de uma fogueira bem alta que parecia ter sido feita recentemente.

Island 01.jpg

Fiquei com vontade de ficar ali um tempão. Fiquei com vontade de só voltar dali há três dias. Fiquei com vontade de acender a fogueira, fazer um luau, uma roda de violão. Amo esses cantos escondidos no meio da cidade.

Island 03

Sim, Sandspur está no mapa. Está no meio da cidade. Não é um território 100% desconhecido. E ainda assim parece a Ilha de Lost….

Mapa

Então, pra quem vêm pra Miami, mora em Miami, passará por Miami, fica a dica: não contente-se com o que está nos guias de turismo. Miami tem muito, mas muuuito mais pra te oferecer!

Pegue seu kayak, sua lancha, seu carro, sua bicicleta, sua câmera… E se joga em Miami!

Quem não tem choker caça com cinto

Sou do tipo que inventa. Pego roupa do marido, coloco um cinto e vou. Corto blusa. Transformo um acessório em outro. Transformo cinto em choker (!).

(Se você tem um cinto fininho ou alguma corda fina perdida por aí em casa, dá uma olhada no que dá pra fazer!)

Making a Choker.png

A melhor amiga. Aquela.

Aquela que ri suas melhores risadas. Aquela que chora seus choros mais profundos. Aquela que brincou de boneca com você (ou não). Aquela que te levou pra casa cambaleando depois daquele porre. Aquela que sabe seus segredos – e não te julga nenhum segundo por eles. Aquela que sabe quem é você por inteira. Aquela que sabe quem é você do avesso. Aquela que sabe quem é você, mesmo quando você mesma não sabe. Aquela que anda sempre com você, não importa a distância. Aquela que te entende como ninguém. Aquela que você confia de olhos fechados. Aquela que quando o bicho pega é a primeira pra quem você quer ligar. Aquela que conforta com o silêncio. Aquela que não tem nada a ver com você, mas que é a sua cara. Aquela que é sua amiga desde quando você não entendia o real significado dessa palavra. Aquela que faz seu mundo parecer menos vazio e mais seguro. Aquela que é sua alma gêmea. Aquela que é seu anjo. Aquela que é sua irmã. Aquela, que é ela.

Ah, se todos no mundo tivessem alguém como ela na vida….